Últimas do blog

Piadas: Inicie 2018 Com Bom Humor

 

OS PILOTOS
No aeroporto os passageiros esperavam a chamada para embarcar num voo. Aparece o copiloto, todo uniformizado, de óculos escuros e de bengala branca tateando pelo caminho. A atendente da companhia o encaminha até o avião e assim que volta explica, diante do espanto de todos, que apesar dele ser cego é o melhor copiloto da companhia.

Alguns minutos depois chega outro funcionário também uniformizado, de óculos escuros, de bengala branca e amparado por duas aeromoças. A atendente mais uma vez informa que apesar dele ser cego é o melhor piloto da empresa e tanto ele como o copiloto fazem a melhor dupla da companhia.

Todos os passageiros embarcam no avião preocupados com os pilotos. O comandante avisa que o avião vai levantar voo e começa a correr pela pista, cada vez com mais velocidade. Todos os passageiros se olham, suando, com muito medo da situação. O avião vai aumentando a velocidade e nada de levantar voo. A pista está quase acabando e nada do avião sair do chão. Todos começam a ficar cada vez mais preocupados. O avião correndo, e a pista acabando. O desespero toma conta de todo mundo. Começa uma gritaria histérica no avião. Nesse exato momento o avião decola, ganhando o céu e subindo suavemente. O piloto vira para o copiloto e diz:
– Se algum dia o pessoal não gritar, a gente se ferra…

A ESCOLHA
Num circo bem ruim, durante o espetáculo, o domador esquece de trancar a porta da jaula. Algum tempo depois, um dos leões escapa e vai andando vagarosamente pro lado do público.
Começa o maior pânico, um corre-corre infernal. Só um pobre paralítico, enroscado com a cadeira de rodas na arquibancada, fica para no lugar, apavorado com o bicho que está a poucos metros.
Quando o pessoal vê o que está para acontecer, todo mundo começa a gritar:
– Olha o aleijadinho! Olha o aleijadinho!
Puto de raiva, o aleijadinho responde:
-P#! Deixa o leão escolher, gente!

A BOA NOVA
O diretor de uma escola do Rio Grande manda chamar um dos pais de alunos até sua sala. Assim que o homem chega, ele fala:
– Acabamos de concluir o teste de aptidão do seu filho. Tenho uma notícia boa e uma má.
– Tá bom senhor diretor. Então qual é a má notícia? – pergunta o pai.
– É que detectamos tendências homossexuais bem definidas nele.
-E qual a boa notícia?
– Nós vamos indicá-lo para Rainha da Primavera…

O TIRA-GOSTO
Sete horas da manhã, o bêbado já estava no bar. De tempo em tempo, pedia mais uma dose para o balconista.
Lá para as 10 horas, o balconista já estava de saco cheio e resolve aprontar com o bebum. Encontrou um copo com uma barata dentro e aproveitou para servir uma dose nele.
O cara bebeu, sentiu aquela coisa na boca, deu uma mordida, sentiu o sabor e comeu. Daí a pouco ele fala ao balconista:
– Eí! Serve mais, uma! E capricha no torresmo!

A EXPLICAÇÃO
Na Olimpíada, em um restaurante, um bêbado cutuca uma mulher loira e diz:
— Posso te c-contar uma (hic) piada de loira?
— Você que sabe! — respondeu ela — Mas olha bem pra mim! Eu sou Sueca, loira natural, tenho um metro e oitenta de altura, 70 quilos, sou triatleta e faço luta greco-romana!
O bêbado fica olhando e não diz nada. Ela continua:
— Agora dá uma olhada na minha amiguinha aqui do lado! Ela é loiríssima, tem um e noventa de altura, pesa 85 quilos… É jogadora de basquete!
O bêbado continua impassível e a loira prossegue:
— Agora olha pro outro lado! Tá vendo essa loira maior do que a Feiticeira?
— A-ham…
— Pois então, somos amigas de infância! Ela é campeã sul-americana de halterofilismo, tem um e oitenta de altura e quarenta centímetros de braço!
E o bêbado continua só olhando.
— Agora a escolha é sua, se você quiser contar a piada, vá em frente!
O bêbado pensa um pouco, olha para cada uma das loiras e diz:
— Ah, se tiver que explicar três vezes eu prefiro nem contar!

O EXAME
O minerim Ôclides foi fazer um exame de ” prósta “.
Quando o médico colocou o dedo de uma só vez, ele disse:
– Num tô güentanu não, dotô; vô gritá!
O médico, também mineiro, alertou:
Eu acho mió não. Caus diquê a recepção tá lotada di pacienti aguardanu e vai ficá feio procê.
E o médico continuou o exame. E o Ôclides continua falando:
Dotô, eu vô gritá!
E o médico diz:
– Guenta sô, tô caiscabando.
E o Ôclides diz mais uma vez:
– Num tô guentanu, vô tê qui gritá!
O médico, impaciente, apelou:
– Grita intão!!!
E o minerim:
– ÔÔÔ, TREM BÃO, SÔÔÔÔÔÔÔ!!

O BINGO
Um homem saiu foi jogar bingo com 100 reais. Durante a noite, ele perdeu quase tudo e sobraram só 10 reais. Já era 5 horas da manhã e ele tinha que voltar para casa de táxi. Ao sair do bingo, foi até um ponto de táxi, e perguntou pro motorista:
– Aí, amigo, eu tenho só 10 paus e tenho que ir até Itaquera. São 5 da manhã e tá um frio danado. Quebra o meu galho, vai!
O motorista nem ligou, só falou:
– Eu não trabalho pra sustentar vagabundo que joga dinheiro fora no bingo.
O cara ficou puto da vida e, com não tinha o que fazer, resolveu gastar o restinho no Bingo. Teve uma sorte incrível e ganhou quinhentos reais. Resolveu voltar para o ponto de táxi. Chegando lá, viu que o taxista mal-educado estava agora na última posição da fila. Aí ele teve uma ideia que o animou mais que os quinhentos reais…
Chegou para o primeiro taxista da fila e falou:
-Oh, chefe, eu te dou 200 reais se você me levar pra casa e, no caminho, fizer sexo oral pra mim.
O motorista ficou nervosíssimo e quase bateu no cara. Ele partiu para o segundo da fila e fez a mesma oferta. Esse também fica raivoso e diz que não levava nem a pau. O sujeito sai fazendo essa proposta táxi por táxi e sempre recebendo a mesma resposta. Finalmente, chega no taxista mal-educado, abre a porta, entra no carro e fala:
– Oh, mano, agora eu arranjei grana, pode manobrar o carro e ir pra Itaquera.
O taxista sai com o carro, passando na frente de todos os outros taxistas.
Então o passageiro cutuca o ombro dele e pede:
-Agora, dá um tchauzinho aí pros seus colegas, dá!

O TESTE
Um cara resolveu fazer um teste com seu melhor amigo, com uma conversa meio esquisita. Perguntou a ele, à queima roupa:
-Zé, escute. Não se ofenda com o que vou perguntar, mas é só um teste que estou fazendo. Se eu te pagar quinhentos reais você daria pra mim?
-O que é que há, meu camarada? Tá me estranhando? Que maluquice é essa?
-Não se aborreça. Eu já disse, é só um teste: e se eu te desse mil reais e prometesse a você que ninguém, mas ninguém mesmo ficaria sabendo? Daí, você toparia em dar para mim?
-Pô, cara! Você tá mesmo querendo me gozar… Quer levar uns sopapos?
-Não, meu amigo, não quero levar sopapo nenhum, nem estou a fim de te gozar… Como eu já disse, é somente um teste que estou fazendo com todos os meus amigos e você é um deles, aliás, é o melhor deles. Por isso, persisto na pergunta: e se eu te desse dois mil reais, você concordaria em dar para mim? Eu te afirmo que ninguém, nenhuma pessoa vai ficar sabendo. Será uma coisa só entre nós dois. Veja bem, Zé, dois mil reais. Pense um pouco… Cinco mil reais, que tal?
-Pô, cara. Você está me deixando confuso. Não estou compreendendo onde você quer chegar. Vem com uma proposta dessas, numa época dessas, todo mundo sem dinheiro. Não tô entendendo.
-Mas é isto mesmo, Zé. Não tem o que entender. Eu te dou minha palavra de honra, garanto o sigilo absoluto da coisa. Não tem erro: você me dá e recebe, na hora, o dinheiro. Que tal dez mil reais? Concorda?
-Puxa, cara, sei lá. Tô na pior. Também, quem não está, né mesmo?! Deixa ver se entendi, direito: supondo que eu aceite, que eu concorde em eu concorde em “dar” pra você. Aí você me dá os dez mil reais, é isso?
-É isso mesmo, você me dá e eu, na hora, te pago os dez mil reais, em dinheiro vivo. Grana viva, Zé. E agora, vai topar?
-Tá bom, como estou precisando de dinheiro, como tenho certeza que você é de palavra e não vai contar para ninguém, senão eu te cubro de porrada! E como eu estou numa pior, neste caso, eu topo. Dou pra você.
-Zé, Eu sabia Zé!. Eu tinha certeza! Sabia que você era bicha. É caro, mas é viado!

A CAÇA
Um fiscal do Ibama recebe uma denúncia e vai verificar. Dirige-se para a casa de um caipira. Chegando ao local, sem se identificar, vai logo tentando um diálogo.
Fiscal:
– Bom dia!
Caipira:
– Bom dia!
Fiscal:
– Como vai a luta?
Caipira:
– Tá muito difícil.
Fiscal:
– Tem caçado muito?
Caipira:
– Tenho sim! Na semana passada matei 30 periquitos.
Fiscal:
– Trinta?
Caipira:
– Meu filho, traz as cabeças dos periquitos pro homem ver.
Fiscal:
– E paca, tem caçado muito?
Caipira:
– Só três, nesta semana. Filho, traz as cabeças das pacas.
Fiscal:
– E outros animais silvestres, tem caçado bastante?
Caipiras:
– Muitos deles. Filho, traz as cabeças dos outros bichos pro homem ver.
O fiscal refletiu, refletiu e perguntou:
– Não tem passado por aqui nenhum fiscal do Ibama?
Caipira:
– Sim. Na semana passada apareceu um aqui e eu nem precisei caçar. Filho, traz a cabeça do fiscal pro homem ver.

TOURO REPRODUTOR
Um caboclo tinha um touro que era o melhor da região. O touro era o seu único patrimônio. Os fazendeiros descobriram que o tal touro era o melhor animal reprodutor e começaram a alugar o bicho para “cobrir” suas vacas. Era só colocar uma vaca perto dele e o touro não perdoava!!
O caboclo ganhando muuuuiiiiito dinheiro!!! Os fazendeiros se reuniram e decidiram comprar o touro. Chegaram na casa do caboclo e falaram:
– Põe preço no seu bicho que vamos comprá-lo.
O caboclo, aproveitando da situação, pediu um preço absurdo. Os fazendeiros não aceitaram a proposta e foram se queixar com o prefeito da cidade. Este, sensibilizado com o problema, comprou o animal com o dinheiro da Prefeitura, pagando uma fortuna, e o registrou como patrimônio da cidade. Fizeram uma festa imensa na cidade… Os fazendeiros trouxeram suas vacas para o touro cobrir, tudo de graça!!!
Veio a primeira vaca, o touro deu uma cheirada e nada…

– Deve ser culpa da vaca – disse um fazendeiro. Ela é muito magra!
Trouxeram outra vaca, uma holandesa, a mais bonita da região. O touro cheirou a vaca e… nada!!!
O Prefeito, desesperado, chamou o caboclo e lhe perguntou o que estava acontecendo.
– Não sei… – disse o caboclo – Ele nunca fez isso antes! Deixa eu vou conversar com o touro.
E o caboclo, aproximando-se do bicho, perguntou:
– O que há com você? Não ta mais a fim de trabalhar? E o touro, dando uma espreguiçada, respondeu:

– Não enche o saco! Agora sou funcionário público.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios *

*

*

Paste your AdWords Remarketing code here
%d blogueiros gostam disto: