Últimas do blog

Humor – Piadas de Minerim

Minerim 01
Dois mineiros, agachados na beira da estrada, pitando um cigarrim de paia. Um dele pergunta ao outro:
– Ô cumpade, o que qui o sinhô acha de NUDEZ?
Ao que o outro responde:
– Uai, NUDEZ é bão di mais da conta sô!
– E purque qui o sinhô acha que NUDEZ é assim tão bão?
Então o Cumpade dá uma pausa, um trago no cigarrim, aquela famosa cuspidinha e responde:
-Uai, purque NUDEZ é muito mió do que no nosso né cumpade!

Minerim 02
Um mineiro, estava prestes a morrer quando, sente um ótimo cheiro. Manda chamar o filho mais velho e pede:
– Fio, vai pega um pão de quejim pra mim, vai…
Passado algum tempo, e lá esta o filho de novo:
– Uai! Ocê, num troxe meu pão de quejim, por que?
– Ara! A mãe mando dizê, que é pra hora do funerar…

Minerim 03
Dois minerim estão sentados diante de um hospital, conversando. Um deles, olhando para o para-raios do hospital, diz para o outro!
– Ô Tonho tá vendo aquele musquitim bem na ponta do para-rái?
– Quar? Xico, o que tá de pé ou o que tá sentado?

Minerim 04
O mineirinho entra num boteco, e vê anunciado acima do balcão:
Sanduiche de queijo: R$ 2,00
Sanduiche de Galinha: R$ 3,00
Masturbação: R$ 10,00
Checando na carteira para o pagamento justo, ele vai até o balcão e chama uma das três garotas maravilhosamente bonitas e sensuais, com roupas generosamente decotadas e minissaias que mostravam muito mais do que só as pernas, que estão servindo bebidas ao grupo de homens em uma mesa:
– Por favor.
– Sim? – pergunta ela com um sorriso lindo – Posso ajudar?
E ele pergunta:
– É ocê que toca as “pun…” ?
– Sou – responde ela com uma voz bem sensual.
O mineirinho então retruca:
– Então, ocê lava bem as mão, que eu quero um sanduiche de queijo.

Minerim 05
Três mineiros e três paulistas estavam viajando de trem para um congresso. Na estação, os três paulistas compraram um bilhete cada um, mas viram que os três mineiros compraram um só bilhete.
– Como é que os três vão viajar só com um bilhete? – perguntou um dos paulistas.
– Espere e verá. – respondeu um dos mineiros.
Então, todos embarcaram. Os paulistas foram para suas poltronas mas os três mineiros se trancaram juntos no banheiro. Logo que o trem partiu, o fiscal veio recolher os bilhetes. Ele bateu na porta do banheiro e disse:
– O bilhete, por favor.
A porta abriu só uma frestinha e apenas uma mão entregou o bilhete. O fiscal pegou o bilhete e foi embora. Os paulistas viram e acharam a idéia genial.
Então, depois do congresso, os paulistas resolveram imitar os mineiros na viagem de volta e, assim, economizar um dinheirinho. Quando chegaram na estação, compraram só um bilhete. Para espanto deles, os mineiros não compraram nenhum.
– Mas, como é que vocês vão viajar sem passagem? – um paulista perguntou perplexo.
– Espere e verá. – respondeu um dos mineiros.
Todos embarcaram e os paulistas se espremeram dentro de um banheiro e os mineiros em outro banheiro ao lado. O trem partiu. Logo depois, um dos mineiros saiu, foi até a porta do banheiro dos paulistas. Bateu e disse:
– A passagem, por favor…

Minerim 06
O mineirinho entra no cartório para registrar o filho, e o tabelião:
– Qual vai ser o nome do menino?
– Doisberto!
– Ora meu amigo esse nome não pode e nem existe.
O mineirinho fica brabo e diz:
– Como não pode? o meu primeiro filho chama-se Zé Roberto, o meu segundo filho Umberto, então é claro que o terceiro pode se chamar Doisberto.

Minerim 07
Um mineirim tava no Rijaneiro, abismado côas praia, pé descarço, sem camisa, aquele carção Naique sem cueca. Os cariocas zombando, contando piadas de mineiro.
Alheio a tudo, o mineirim olhou pro marzão e num se agüentou: correu a toda velocidade e deu um mergúio, deu cambaióta, pegou jacaré e tudo o mais.
Quando saiu, o carção de ticido finim tava transparente e grudadim na pele. Todos na praia tavam olhando pro tamanho do pinguelo que o mineirim tinha.
O bicho ia até pertim do juei. A turma nunca tinha visto coisa igual.
As muiés c`um sorrisão, os homi roxo dinveja, só tinham olhos pro bixo.
O mineirim intão percebeu a situação, ficou todo envergonhado e gritou:
– Que qui foi, uai?! Vão dizê qui quando oceis pula n`água fria, o pintim dôceis num incóie???

Minerim 08
Sapassado, era sessetembro, taveu na cuzinha tomando uma pincumel e cuzinhando um kidicarne cumastumate pra fazê macarronada cum galinhassada. Quascaí de susto quanduvi um barui vinde denduforno parecenum tidiguerra.
A receita mandopô midipipoca denda galinha prassá. O forno isquentô, o mistorô e o fiofó da galinhispludiu!
Nossinhora! Fiquei branco quinein um lidileite. Foi um trem doidimais! Quascaí dendapia! Fiquei sensabê doncovim, noncotô, proncovô. Ópcevê quilocura! Grazadeus ninguem semaxucô!

Minerim 09
Um desabamento ocorre numa mina de carvão. Os dois últimos a saírem são o engenheiro e um mineiro. O engenheiro parece não ter sofrido nada, mas o mineiro está com a cabeça toda achatada e o queixo com um enorme hematoma. O engenheiro explica:
– Sou eternamente grato a este homem que conseguiu impedir que a galeria onde estávamos desabasse totalmente segurando a viga do teto com a cabeça!
O médico pergunta então:
– Isso explica por que a cabeça está achatada, mas ao que corresponde este hematoma debaixo do queixo?
O engenheiro responde:
– Ah! Aí foi onde eu coloquei o macaco hidráulico!

Minerim 10
Dois casais, um de paulistanos e outro de Mineiros, estavam jogando cartas e uma carta caiu embaixo da mesa. O Mineiro abaixou para pegar e deu uma olhadela na mulher do paulista por baixo da mesa, ela estava sem calcinha e com… à mostra. Alguns minutos depois o mineiro suando frio levantou para tomar água e a mulher do paulista disfarçou e foi atrás dele. Chegando na cozinha ela perguntou:
– E aí? O que você achou?
– Maravilhoso! – respondeu o Mineiro.
– Qualquer 500 reais e a gente conversa – disparou a paulista.
– É muito dinheiro, mas tudo bem, é só dizer quando!
– Amanhã a tarde ele não vai estar em casa você pode ir lá.
– Combinado!
No outro dia a tarde o mineiro chega na hora marcada, paga os 500 reais e transa com a mulher do paulista. A noite o paulista chega do trabalho e pergunta a mulher:
– O mineiro esteve aqui a tarde?
– Sim, respondeu a mulher assustada.
– Deixou 500 reais?
– Sim, respondeu a mulher completamente apavorada.
– Ufa que alívio! Aquele mineiro safado esteve no meu escritório pela manhã, me pediu 500 reais emprestado e disse que passava aqui a tarde sem falta para me pagar…

 

Livros de Gil DePaula

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios *

*

*

Paste your AdWords Remarketing code here
%d blogueiros gostam disto: