Pintura Digital

Por Gil DePaula

Esculpi você na mais perfeita tela digital
Onde nada existia colei o que havia copiado
Digitei bit a bit a imagem que idealizei
Arquivei numa pasta, que nunca criamos
Com nome de “promessa”, que nunca juramos
Digitalizei sua imagem em teclados e solidão

Prometíamos:
Seremos felizes.
Viveremos juntos para sempre.
Mas o sempre pra sempre
Quase sempre é deletado

Programei cada detalhe
Com bytes que não foram corrompidos
Do Excel importei a fórmula da felicidade
Escrita para o editor da vida
Do cursor do mouse tracei dois caminhos
E criei meus destinos
Guardados em disco rígido
Do Photoshop tirei luz e cor
Mas esqueci das rugas
E um dia formatamos nossas vidas

Se inventei ou não inventei por que acredito?
São fábulas? Novelas da internet?
Não há dores! Apenas a nostalgia que você impele
Imprimamos rosas, cravos e jasmins

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios *

*

*

Paste your AdWords Remarketing code here
%d blogueiros gostam disto: