RETROSPECTIVA 2014 – BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

jair RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

 Jair Rodrigues – Um dos mais alegres e carismáticos cantores brasileiros, Jair Rodrigues alegrou multidões durante mais de 50 anos de carreira. Sua morte aos 75 anos, em 8 de maio, representou o fim de uma trajetória marcante e ímpar na MPB. Seu primeiro grande sucesso foi ao lado de Elis Regina, no show “Dois na Bossa”, em 1965. A parceria continuou no programa “O Fino da Bossa”, da TV Record. Em 1966, Jair defendeu a música “Disparada”, de Geraldo Vandré, no Festival da Música Popular Brasileira, na mesma emissora. Desde então, emplacou dezenas de sucessos, como “Deixa Isso pra Lá”. Seu pique nos palcos e a simpatia sempre foram lembrados por amigos e fãs como suas marcas registradas.

AEM RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Antônio Ermírio de Moraes – Um dos mais importantes empresários do Brasil fugia do perfil da maioria dos grandes barões da indústria brasileira. Interessado em artes e envolvido diretamente em política, ele escreveu e produziu três peças de teatro, todas com temática econômico-social. Herdeiro das empresas criadas por José Ermírio, seu pai, transformou-as em um grande conglomerado, o Grupo Votorantin, hoje presente em 20 países e atuante em vários setores, como metalurgia, siderurgia, química e celulose. Morreu em 24 de agosto, aos 86 anos, vítima de insuficiência cardíaca.

 

Ariano-Suassuna RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Ariano Suassuna – Inquieto e carismático foi um dos últimos representantes de uma leva de grandes escritores brasileiros, que deixaram como legado obras sensacionais da literatura brasileira. Ao menos dois estão entre os mais importantes do país em qualquer época: a peça “Auto da Compadecida” e o “Romance d’A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta”. Também criou outros grandes trabalhos para o teatro, como “O Santo e a Porca” e “A Farsa da Boa Preguiça”. Seus trabalhos ficaram marcados pela integração das artes erudita e popular e também pelo resgate de tradições ancestrais do povo nordestino. Suassuna morreu dia 23 de julho, aos 87 anos, em Recife, vítima de complicações decorrentes de um acidente vascular cerebral hemorrágico.

Fernandão RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Fernandão – Morto no último 7 de junho, o ex-atacante Fernando Lúcio da Costa, foi um dos grandes jogadores brasileiros. Revelado pelo Goiás, ainda nos anos 1990, tornou-se um dos ídolos do time pentacampeão estadual (1996 a 2000). Transferiu-se para o Olympique de Marselhe em 2001, retornado ao Brasil em 2004, para jogar no Internacional. Ali, se consagrou como ídolo e capitão do time campeão da Libertadores e Mundial em 2006. Encerrou a carreira em 2011, após passar por Al-Gharafa (Qatar), e São Paulo, tendo antes retornado ao Goiás. Iniciou carreira de técnico, tendo comandado o Internacional. Estava sem clube quando sofreu o trágico acidente de helicóptero em Aruanã (GO), quando se diria a Goiânia. Tinha 36 anos quando morreu.

bellini RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Bellini – Até 1958, todos os jogadores que erguiam a Taça Jules Rimet o faziam de forma totalmente desleixada – alguns até o colocavam sob o braço. Tudo isso mudou quando o Brasil conquistou seu primeiro título mundial, na Suécia. O capitão Hideraldo Luiz Bellini recebeu o troféu e, num gesto solene, o ergueu acima da cabeça, num movimento que seria copiado por todos a partir de então. Bellini é muito lembrado pelo gesto, mas sua carreira representou muito mais do que isso. Um dos melhores zagueiros que o país já teve, era dono de um estilo duro, mas eficiente. Jogou no Vasco entre 1952 e 1961, faturando três estaduais e um Torneio Rio-São Paulo. Em seguida, transferiu-se para o São Paulo, onde ficou até 1967. Seu último clube foi o Atlético-PR, no qual jogou dois anos. Morreu no dia 20 de março, após sofrer uma parada cardíaca. Sua família doou o cérebro do atleta para estudos sobre perda de memória, mal do qual padecia desde 2011.

Eduardo-Campos RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Eduardo Campos – A vida política de Campos estava em ascendência, quando morreu vítima de um acidente aéreo em Santos (SP), aos 49 anos. Neto do ex-governador Miguel Arraes e filho da deputada federal Ana Arraes, desde jovem, mostrou pendores para a disputa política. À frente do Partido Socialista Brasileiro (PSB), ocupou os cargos de deputado estadual (1991-1994) e federal (1995-2006). Em 2004, assumiu o Ministério de Ciência e Tecnologia no governo Lula, onde permaneceu até se candidatar ao governo de Pernambuco. Ele estava em seu segundo mandato seguido como governador pernambucano, quando rompeu a aliança com o governo federal e se lançou como candidato à presidência da República. Reeleito em 2010, tinha altos índices de aprovação ao deixar o cargo. Em 13 de agosto último, morreu quando se dirigia a um de seus muitos compromissos de campanha.

 Hugo-Carvana1 RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Hugo Carvana – A típica malandragem carioca perdeu um de seus maiores porta-vozes em 4 de outubro. O ator, diretor e produtor Hugo Carvana morreu aos 77 anos, vítima de um câncer no pulmão. Com mais de 50 anos de carreira, fez papéis marcantes na televisão e também no teatro, como nas peças “Auto da Compadecida”, de Ariano Suassuna (1954) e “O Pagador de Promessas”, de Dias Gomes (1958). Mas foi no cinema que se sobressaiu. Esteve em mais de 60 produções entre 1962 e 2013, com destaque para filmes como “Vai Trabalhar, Vagabundo” (1973) e “Bar Esperança” (1983), ambos dirigidos e estrelados por ele. O tumor que derrubou Carvana fora diagnosticado e tratado ainda na década de 90, mas retornou de forma fulminante este ano.

João-Ubaldo RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

João Ubaldo – Membro da Academia Brasileira de Letras desde 1993, João Ubaldo Ribeiro morreu em 18 de julho, aos 73 anos. Deixou como legado uma fantástica carreira literária, marcada por grandes obras da literatura brasileira, como “Sargento Getúlio”, “O Sorriso do Lagarto” e “Viva o Povo Brasileiro”. Em 2008, foi agraciado com o Prêmio Camões 2008, maior honraria concedida aos escritores de língua portuguesa. O baiano de Itaparica morava no Leblon, bairro da zona sul do Rio de Janeiro, e continuava muito ativo. Colunista dos jornais “O Globo” e “O Estado de S. Paulo”, ele estava preparando um novo romance, quando morreu vítima de uma embolia pulmonar.

José-Wilker RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

José Wilker – O extenso e riquíssmo currículo garante ao ator José Wilker um lugar entre os grandes nomes da dramaturgia brasileira. É reconhecido até hoje por grandes personagens no teatro, cinema e na televisão. Sua morte aos 66 anos, em 5 de abril, foi causada por um infarto fulminante e deixou atônita a cena cultural brasileira. No cinema, participou de mais de 40 filmes, entre eles sucessos como “Bye Bye Brasil”, “O Homem da Capa Preta”, “Xica da Silva” e, especialmente, “Dona Flor e seus dois maridos”, maior bilheteria do Brasil por mais de 30 anos. Na TV, destacou-se por papéis inesquecíveis, como o de Roque Santeiro, na novela homônima, em 1985 e como Tito Livio na minissérie “Bandidos da Falange”, de 1983, ambas na Rede Globo. Também se destacou como diretor, narrador, apresentador e crítico de cinema.

Luciano-do-Vale RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Luciano do Valle – um dos maiores narradores esportivos da história da TV brasileira, se preparava para realizar um sonho: narrar a Copa do Mundo que seria realizada no Brasil. Infelizmente, os planos foram frustrados em 19 de maio, quando morreu após sentir um mal súbito, aos 66 anos. Interrompia-se assim uma grande trajetória dentro do jornalismo esportivo. Iniciou sua carreira no rádio, em Campinas, mas se projetou na Globo, onde trabalhou entre 1974 e 1982. Seu apogeu, no entanto, teve ínicio em 1983, quando foi para TV Bandeirantes. Ali, ele se tornou mais que um narrador: virou um grande empresário do esporte, trazendo ao país a transmissão de eventos como a Fórmula Indy e a NBA e gerenciando-as comercialmente. Com seu prestígio, ajudou a popularizar diversas modalidades esportivas, como o basquete e o futebol femininos.

Maurício-Torres RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Maurício Torres – Narrador e apresentador esportivo, foi mais um profissional da crônica esportiva que, às vésperas da Copa do Mundo no Brasil, teve seu sonho interrompido pela morte. Aos 43, caiu vítima de uma infecção, em 31 de maio. Sua trajetória no jornalismo esportivo ganhou destaque na década de 1990, ao integrar a equipe do Sistema Globo de Rádio. Em 1996, chegou à Rede Globo, onde participou de várias transmissões esportivas, como os Jogos Olímpicos de Atlanta (1996), Sydney (2000) e Atenas (2004) e as Copas do Mundo na França (1998) e Coreia do Sul/Japão (2002). Em 2005, foi contratado pela Record, para integrar a reformulação da emissora.

Nelson-Ned RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Nelson Ned – A pequena estatura (apenas 1m12 de altura) contrastava fortemente com o vozeirão e a intensidade com que se apresentava no palco com suas canções tristes e românticas. Nelson Ned fez grande sucesso nos anos 1960, inclusive no exterior. Suas primeiras gravações em espanhol lhe permitiram a entrada no mercado hispânico. Durante sua carreira, vendeu 45 milhões de cópias em todo o mundo, sendo inclusive o primeiro latino-americano a vender um milhão de discos nos EUA. De quebra, se apresentou três vezes no famoso Carnegie Hall, em Nova York, acompanhado do norte-americano Tony Bennett e do espanhol Julio Iglesias. Seu maior sucesso foi “Tudo Passará”, de 1969. Nos anos 1990, Ned anunciou que se tornara evangélico e passou a gravar canções religiosas. Morreu em 5 de janeiro, aos 66 anos, vítima de uma pneumonia.

dr-osmar- RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Osmar de Oliveira – Médico e comentarista esportivo morreu em 11 de julho, aos 71 anos. Ele estava internado desde 13 de maio, quando passou por uma cirurgia para retirada de um tumor na próstata. “Doutor Osmar”, como era conhecido em todo o país, iniciou sua trajetória no esporte em 68, como médico do São Bento de Sorocaba (SP). Entre 1969 a 1977, trabalhou no Corinthians (seu clube de coração) e na seleção brasileira de basquete. A partir de então, passou a trabalhar na crônica esportiva, cobrindo nove Copas do Mundo e oito Olimpíadas, além de diversos outros torneios, por várias emissoras de televisão, como Globo, Cultura, Record e Bandeirantes. Integrou ainda o departamento antidoping da Federação Paulista de Futebol entre 1980 a 1988.

Paulo-Goulart RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Paulo Goulart – O ator Paulo Goulart notabilizou pela atuação na televisão, especialmente em novelas como “Plumas e Paetês” (1980), “Roda de Fogo” (1986) e “O Dono do Mundo” (1991). Mas teve também atuação marcante no cinema, como em “Rio Zona Norte” (1957) e “Auto da Compadecida” (2000). No teatro, participou de encenações fundamentais, vide “Vestido de Noiva”, de Nelson Rodrigues, em 1956. Iniciou sua carreira artística como locutor e DJ na rádio que seu pai fundou em Olímpia, interior de São Paulo. A partir de então, atuou como ator na Rádio Tupi. Morreu aos 81 anos, dia 13 de março, vítima de um câncer.

Rubem-Alves RETROSPECTIVA 2014 - BRASILEIROS FAMOSOS QUE FALECERAM ESTE ANO

Rubem Alves – Morto em 19 de julho, aos 80 anos, o escritor e pedagogo Rubem Alves era um dos nomes mais respeitados da literatura brasileira. Intelectual influente, publicou mais de 120 obras sobre diversos assuntos, incluindo educação, teologia e filosofia. Foi também um importante autor do segmento infantil. Com “Teologia da Esperança Humana”, de 1969, lançou as bases do que foi chamado posteriormente de “Teologia da Libertação”, a corrente de pensamento que guiou os setores esquerdistas da Igreja Católica. Ficou internado por 9 dias, até morrer por falência múltipla dos órgãos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios *

*

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Paste your AdWords Remarketing code here
%d blogueiros gostam disto: